13 de fev de 2011

É possível superar a infidelidade? Leia dicas

image

Para especialista, um namoro pode se recuperar de uma infidelidade, se houver atitudes decididas para isso
Foto: Getty Images

O "affair" de um parceiro com uma terceira pessoa é um dos desafios mais difíceis de superar na vida amorosa. Mas há formas de recuperar a relação, se o casal trabalhar unido para isso. É realmente possível superar a traição? Um casal pode mesmo recuperar o romance, depois que um dos dois, e às vezes ambos, tenha se entregado sentimentalmente a uma terceira pessoa? Pode o amor superar tão árduo desafio?

Depoimentos
Para Allan Pease, especialista em comunicação, linguagem corporal e relações pessoais, um namoro pode se recuperar de uma infidelidade, se houver atitudes decididas para isso e se os parceiros se dedicarem, e claro, desde que o amor e a atração entre os dois continuem vivos.

Segundo Sara, 37 anos, a paixão lhe bateu à porta há alguns anos de forma intensa por um homem. "Minha vida virou de pernas para o ar. Fiz e tolerei coisas que superaram meus próprios limites. Fui além do que me considerava capaz. Após alguns meses de romance, o conflito entre o que restava do meu casamento e o que a nova relação me oferecia superou a mim mesma. Meu marido, finalmente, me abandonou...", disse.

Luis, 52 anos, também foi traído, embora tenha pagado com a mesma moeda. "Traí minha mulher depois que ela teve um caso com um colega de trabalho. Entendo que nossa relação não estivesse

bem, que tivesse perdido o brilho de outras épocas e que eu não dava a ela o que ela precisava. Mas mesmo assim me enchi de raiva. Não podia suportar que ela estivesse com outro. Tive casos com várias mulheres por despeito, por vingança", afirmou.

Os dois testemunhos mostram o complexo estado psicológico e emocional, carregado de rancor, incerteza e ansiedade, que costuma caracterizar as infidelidades, e o difícil ponto de partida que representa para recuperar uma relação que já foi feliz, mas que no momento parece perdida e repleta de desconfiança.

Conversar, antes de tudo
Segundo Pease, autor do livro Por que os Homens fazem sexo e as Mulheres fazem amor?, um dos fatores imprescindíveis para iniciar uma segunda vida na relação é a comunicação do casal.

"Quando não se fala do que aconteceu e de por que aconteceu, jamais será possível seguir adiante. Não se deve ter medo de perguntar, embora saibamos que não vamos gostar da resposta. Essas respostas são a única coisa que pode destravar o futuro", explica o especialista.

Segundo Pease, é preciso que o casal fale abertamente sobre o assunto. "Se houve uma traição, deve-se admiti-lo e deixar claro que se quer salvar a relação. Pode ser que as consequências nos assustem, mas, muitas vezes após uma infidelidade, tudo pode começar a se ajeitar". E completou: "uma relação amorosa com alguém alheio ao casal representa um golpe forte o bastante para que os integrantes do casal parem para refletir, examinar a si próprios e melhorar".

Ainda de acordo com Pease - que faz parceria tanto no amor quanto na profissão com Pamela Pease -, já que os dois são especializados justamente em pesquisar a comunicação entre homens e mulheres, "é preciso evitar culpar nosso companheiro(a) pelo que fizemos ou deixamos de fazer, já que essa atitude não ajuda a esclarecer e a solucionar os problemas que levariam à traição".

Também não se pode tomar decisões precipitadas, pois, segundo ele, "é recomendável deixar passar um tempo depois do caso para compartilhar o que aconteceu com nosso parceiro". Isso permitirá uma análise mais lógica e raciocinada da situação, em vez de julgar de modo imediato e precipitado.

Salvando a relação
Pease também enfatiza que se deve aceitar um certo período de distância, já que, de acordo com ele, a relação que se tinha com o parceiro antes da traição desaparece e não volta jamais. "É inevitável certo sofrimento, mas depois do 'luto' surgirá outra relação diferente, que pode até mesmo chegar a ser mais profunda, segura e melhor que a original, se houver sinceridade das duas partes", disse.

Após um caso de traição longamente discutido e bem resolvido, o vínculo que surge entre o casal pode melhorar, não só porque os dois superaram juntos o episódio, mas também porque passam a se conhecer melhor do que antes, assinalou.

O especialista aconselha a fazer uma lista do que é preciso mudar ou priorizar para regular a relação. Para ele, é surpreendente comprovar como as propostas desta lista podem ser simples e diretas e o como é difícil entender por que elas não foram feitas antes da crise.

Dois requisitos fundamentais para superar a traição, segundo Pease, são promover a flexibilidade e "abandonar o próprio ego para se colocar no lugar da outra pessoa, compreender seu sofrimento, estender-lhe a mão e abrir-lhe o coração". E emendou: "quando cada um dos membros do casal trabalha suas respectivas responsabilidades, e quando as duas partes têm um arrependimento sincero, surge uma autocrítica. Evitam-se os sentimentos de culpa e então é possível fazer o que deve ser feito para solucionar o problema e salvar a relação após uma infidelidade".

Todos os Direitos reservados

voce pode encontrar outras reportagens como está no site onde á máteria foi publicada,gostei desta reportagem por isso publiquei .

Todos os direitos são reservados.

http://mulher.terra.com.br/noticias/0,,OI4942147-EI1377,00.html

Depressão é hereditária

Comportamento

Pode parecer um pensamento sombrio, mas parece que alguns de nós já nascemos propensos a sermos pessimistas. De acordo com universidades americanas, as pessoas que são geneticamente predispostas a produzir menor quantidade de um produto químico do cérebro que regula o apetite e o estresse possuem um risco maior de depressão severa. A depressão estaria dentro de cada indivíduo e pode ser hereditária. Quando o casal é depressivo, os filhos podem ter 75% de  probabilidade de herdarem a doença dos pais.
Para se ter uma ideia, no Brasil, 15% dos homens sofrem de depressão, e as mulheres apresentam ainda maior incidência, com 25%.

Fran Piovesan
*Imagens: reprodução

http://mauren.terra.com.br/noticias/comportamento/

todos os direitos reservados

Blog Coisas do Coração ..Amor sem limites...!

Morar junto e não casar causa depressão

 

Nos dias de hoje, juntar as trouxas e ir morar junto com o parceiro significa ser casado. O mundo moderno vive assim!
Na teoria, seria tudo uma maravilha. Mas não é!
Pesquisadores da Bowling Green State University, em Ohio, Estados Unidos, alertam que: “Casais que apenas moram juntos reportam níveis mais altos de depressão do que os que são casados”. De acordo com as pesquisas, o sentimento de falta de estabilidade no relacionamento atinge 25% mais os que “somente moram junto” do que os, de fato, casados. “E isso é especialmente verdade entre os casais que estão juntos há muito tempo”, concluem os cientistas.

Fran Piovesan

http://mauren.terra.com.br/noticias/comportamento/

Direitos autorais reservados

Blog Coisas do Coração ..Amor sem limites...!

Comportamento/homem mulher….

 

De acordo com cientistas, as mulheres se sentem mais atraídas por homens ainda incertos se realmente gostam delas. Um estudo publicado no jornal “Psychological Science” diz: “É melhor manter as pessoas no escuro sobre o quanto gostamos delas, isso aumenta o quanto eles pensam sobre nós e desperta mais interesse”.
Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores – Erin Whitchurch e Timothy Wilson, da Universidade de Virgínia e Daniel Gilbert da Universidade de Harvard – analisaram 47 estudantes do sexo feminino.
Os autores da pesquisa ainda contaram que a maioria dos livros sobre o assunto (que hoje em dia são Best Sellers) não acoselham que as pessoas mostrem suas afeições muito abertamente para um potencial parceiro romântico e em vez disso, pareçam exigentes e seletivos.
Seria essa a verdadeira receita para conquistar alguém? Parecer difícil?

Gostei deste Artigo por isso publiquei ….o texto original está em

http://mauren.terra.com.br/noticias/comportamento/e-dos-dificeis-que-elas-gostam-mais/

todos os direitos autorais reservados.

Blog Coisas do Coração ..Amor sem limites...!