5 de jun de 2010

Sonho

Eu vi voce , a se aproximar de mim ,e me abraçou..me fez viajar ,com teu beijo ardente...no calor do teu abraço ,me fez sentir a mulher mais feliz...eu me entreguei a voce ,aos teus carinhos...voce me fez flutuar ...numa onda de desejo e paixão ..incontrolavel...irresistível.....por um momento me senti feliz. mas a tristeza e a solidão ,tomou conta de mim...quando acordei e percebi ,que tudo aquilo era um sonho...! E como um breve sonho de uma noite ...tudo acabou e eu acordei ! Acordei pra uma realidade que meu coração ,não conseguia aceitar ! Acordei ...querendo ter voce ali comigo ! Acordei ,querendo sentir teu beijo ardente,...querendo estar em seus braços. até parecia real....tão real...que parecia sentir teu perfume e o teu calor ali em minha cama...no meu corpo. Mas acordei....chorei ..chorei ,não queria aceitar está ausencia ....! Tudo era um sonho ...voce não estava ali. Ainda sem acreditar..meu coração ..me fez percorrer por todos os cantos da casa ..a tua procura,...na esperança de te encontrar ,mas foi em vão ,foi tudo um sonho ...! Mas em toda esta procura ..essa busca por te encontrar...eu percebi que voce estava bem perto de mim.....mesmo estando tão longe. Eu te encontrei dentro do meu coração ,e percebi naquele instante o quanto sua ausencia ...ainda me feria . E isso não é sonho...é a minha realidade...realidade dos meus dias ,te sentir dentro de mim...e estar tão distante de ti.....! Autoria : por lih moren@.

Ser ou ter

Nossa correria diária não nos deixa parar para perceber se o que temos já não é o suficiente para nossa vida. Nos preocupamos muito em TER: ter isso, ter aquilo, comprar isso, comprar aquilo. Os anos vão passando, quando nos damos conta, esquecemos do mais importante que é VIVER e SER FELIZ! Muitas vezes para ser Feliz não é preciso Ter, o mais importante na vida é SER. As pessoas precisam parar de correr atrás do Ter e começar a correr atrás do SER: Ser Amigo, Ser Amado, Ser Gente. Tenho certeza de que, quando SOMOS, ficamos muito mais Felizes do que quando Temos. O SER leva uma vida para se conseguir e o Ter muitas vezes conseguimos logo. O SER não se acaba nem se perde com o tempo, mas o Ter pode terminar logo. O SER é eterno, o Ter é passageiro. Mesmo que dure por muito tempo, pode não trazer a Felicidade... E é aí que vem o vazio na vida das pessoas... Por isso, tente sempre SER e não Ter. Assim você sentirá uma Felicidade sem preço! Espero que você deixe de cobrar o que fez e o que não fez nos últimos anos e que você tente o mais importante: SER FELIZ

Aparencias

Por mais que você ache que as aparências são tudo, pense numa coisa: As aparências enganam e o seu príncipe encantado pode virar sapo em apenas um segundo... - Por mais que ouça as mais belas frases de amor, sempre acredite não acreditando, porque o amor se prova agindo e não falando... - Por mais que a vida seja complicada, jamais deixe de viver, porque a vida é um presente que nem todos têm a chance de ganhar... - Por isso, faça tudo o que quiser fazer... - Chore se quiser chorar... - Grite se quiser gritar... - Ame se quiser amar... - Fique só por um momento se quiser ficar... por que afinal de contas você nunca sabe se tudo se repetirá novamente e nem quando será sua última vez. - Portanto seja e faça alguém feliz, porque todos têm esse dom , mas poucos aprenderam a desfrutar desta felicidade. - A vida é apenas uma e se você fechar os olhos para ela, ao abrir talvez já será tarde demais!!!!

Sua Vida

Quando sua vida começa, você tem apenas uma mala pequenina de mão... A medida em que os anos vão passando, a bagagem vai aumentando porque existem muitas coisas que você recolhe pelo caminho, por pensar que são importantes. A um determinado ponto do caminho começa a ficar insuportável carregar tantas coisas, pesa demais, então você pode escolher: ficar sentado a beira do caminho, esperando que alguém o ajude, o que é difícil, pois todos que passarem por ali já terão sua própria bagagem. Você pode ficar a vida inteira esperando, Ou você pode aliviar o peso, esvaziando a mala. Mas, o que tirar ? Você começa tirando tudo para fora... veja o que tem dentro: Amor, Amizade...nossa ! Tem bastante, curioso, não pesa nada... Tem algo pesado.... você faz força para tirar.... era a Raiva - como ela pesa ! Aí você começa a tirar, tirar e aparecem a Incompreensão, Medo, Pessimismo... nesse momento, o Desânimo quase te puxa pra dentro da mala .... Mas você puxa-o para fora com toda a força, e no fundo da mala aparece um Sorriso, que estava sufocado no fundo da sua bagagem.... Pula para fora outro sorriso e mais outro, e aí sai a Felicidade... Aí você coloca as mãos dentro da mala de novo tira pra fora um monte de Tristeza... Agora, você vai ter que procurar a Paciência dentro da mala, pois vai precisar bastante.... Procure então o resto: a Força, Esperança, Coragem, Entusiasmo, Equilíbrio, Responsabilidade, Tolerância e o Bom e Velho Humor. Tire a Preocupação também. Deixe de lado, depois você pensa o que fazer com ela... Bem, sua bagagem está pronta para ser arrumada de novo. Mas, pense bem o que vai colocar dentro da mala de novo, hein. Agora é com você. E não se esqueça de fazer essa arrumação mais vezes, pois o caminho é MUITO, MUITO LONGO, e sua bagagem, poderá pesar novamente.

A fuligem da raiva

O pequeno Zeca entra em casa, após a aula, batendo forte os seus pés no assoalho da casa. Seu pai, que estava indo para o quintal fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa. Zeca, de oito anos de idade, o acompanha desconfiado. Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado: - Pai estou com muita raiva. O Juca não deveria ter feito comigo. Desejo tudo de ruim para ele. Seu pai, um homem simples mas cheio de sabedoria, escuta, calmamente, o filho que continua a reclamar: - O Juca me humilhou na frente dos meus amigos; não aceito; gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola. O pai escuta tudo calado enquanto caminha até um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão. Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o acompanhou, calado. Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propõe algo: - Filho, faz de conta que aquela camisa branquinha que está secando no varal é o seu amiguinho Juca e cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele. Quero que você jogue todo o carvão do saco na camisa, até o último pedaço. Depois eu volto para ver como ficou. O menino achou que seria uma brincadeira divertida e pôs mãos à obra. O varal com a camisa estava longe do menino e poucos pedaços acertavam o alvo. Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa. O pai que espiava tudo de longe, se aproxima do menino e lhe pergunta: - Filho como esta se sentindo agora? - Estou cansado mas estou alegre porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa. O pai olha para o menino, que fica sem entender a razão daquela brincadeira, e carinhoso lhe fala: - Venha comigo até o meu quarto, quero lhe mostrar uma coisa. O filho acompanha o pai até o quarto e é colocado na frente de um grande espelho onde pode ver seu corpo todo. Que susto! Só se conseguia enxergar seus dentes e os olhinhos. O pai, então, lhe diz ternamente: - Filho, você viu que a camisa quase não se sujou; mas, olhe só para você. O mau que desejamos aos outros é como o que lhe aconteceu. Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com nossos pensamentos, a borra, os resíduos, a fuligem ficam sempre em nós mesmos.

Mensagem de reflexão: O TREM

Existia um casal no interior da Inglaterra que morava em uma pequena cidadezinha. Esse casal tinha um único filho chamado John; John não se dava muito bem com seus pais, principalmente com o pai, ele era um rapaz muito rebelde. Sempre que podia reclamava para sua mãe: - Esse homem não me permite fazer nada, até pareço seu escravo, ele só me faz trabalhar não posso nem se quer ir a cidade para ver meus amigos. Um dia quando John estava mais velho, brigou tanto, mas tanto com seu Pai, que resolveu sair de casa. A mãe insistiu : - Meu filho não vá, vocês vão esquecer essa briga, é passageira. John virou-se para a mãe e disse: - Vocês não me amam, vou embora daqui. John foi para a cidade grande e devido ao trabalho com seu pai, John pode arrumar um emprego porque sabia uma profissão e pode assim se sustentar. Muitos anos se passaram e John se casou com uma linda moça, anos depois teve seu primeiro filho. Num determinado dia, sua esposa lhe disse que queria que os pais dele conhecesse seu filho. John pensou um pouco e disse: - Não, meus pais não, eles não me amam, eles não vão querer conhecer meu filho. E alem do mais, muitos anos se passaram e eles já devem ter morrido. Dois anos depois John teve um outro filho e quando as crianças estavam brincando o mais velho lhe fez uma pergunta que cortou seu coração: - Papai, nós só conhecemos o vovô e a vovó, os pais da mamãe. Você não tem papai nem mamãe como nós ? Naquele instante John resolveu rever seu pais, tentar uma reaproximação. E resolveu escrever uma carta aos pais que dizia: - Oi. Aqui é o John, eu me casei e tive dois filhos. Eles querem conhecer vocês; Não sei se depois desses longos anos vocês me perdoaram. Não sei se vão querer me ver, mas irei visitar vocês com minha família. Se me perdoaram, coloque um pano branco onde eu possa ver, porque estarei indo de trem que passa bem em frente a casa de vocês e assim eu saberei se posso voltar ou não. John fez todos os preparativos, arrumou as malas e as crianças, pegou o trem mas estava muito nervoso. - Será que eles receberam a carta?, será que me perdoaram ?, será que estão vivos ? Não parava de andar pra lá e pra cá no trem; Quando chegaram numa estação anterior a de seu destino, John não conseguia mais se conter, ele suava frio. O trem saiu e John grudado na janela como a uma criança não via a hora de chegar a sua antiga casa. O trem entrou em uma curva e John sabia que depois daquela curva ele conseguiria ver a casa de seus pais - Após esta curva conseguiremos ver a casa do vovô e da vovó, disse John. O trem terminou a curva e John e sua família pode ver a casa. Ela estava cheia de lençóis brancos, nas cercas, nas janelas e o mais comovente, um casal de velhinhos acenando com lenços brancos para o trem em sinal do perdão a seu filho. Hoje existe uma pessoa em algum lugar, precisando reparar seus erros....Todos nós erramos... Se você tem que pedir perdão, ou liberar o perdão de alguém faça hoje, não deixe para amanhã. Amanhã poderá ser tarde demais. E entre nós, como é ruim ter que viver com mágoa ou rancor de alguém, faz mal principalmente para quem guarda!!! Fale, telefone, mande uma carta ou um e-mail ... Acene com um lenço branco... Ela com certeza irá estar esperando... Ou então apenas Sorria !!! Ela entenderá...

nada na vida acontece em vão

Se um dia, ao acordar, você encontrasse, ao lado da sua cama, um lindo pacote embrulhado com fitas coloridas, o que você iria fazer? Possivelmente você o abriria, antes mesmo de lavar o rosto, rasgando o papel, curioso para ver o que havia dentro... Talvez houvesse ali algo de que você nem gostasse muito... Então você guardaria a caixa, pensando no que fazer com aquele presente aparentemente “inútil”... Mas no dia seguinte, porém, lá está outra caixa... mais uma vez, você abre correndo, e dessa vez, porém, há alguma coisa de que você gosta muito... Uma lembrança de alguém distante, uma roupa que você viu na vitrine, a chance de um carro novo, um casaco para os dias de frio ou simplesmente um ramo de flores de alguém que se lembrou de você... E isso acontece todos os dias, mas nós nem percebemos... Todos os dias quando acordamos, lá está, à nossa frente, uma caixa de presentes enviada por Deus, especialmente para nós: um dia inteirinho para usarmos da melhor forma possível! Às vezes, ele vem cheio de problemas, coisas que não conseguimos resolver, tristezas, decepções, lágrimas... Mas outras vezes, ele vem cheio de surpresas boas, alegrias, vitórias e conquistas... O mais importante é que, todos os dias, Deus embrulha para nós, enquanto dormimos, com todo carinho, nosso PRESENTE: o dia seguinte... e Ele cerca nosso dia com fitas coloridas, não importa o que esteja por vir... A esse dia quando acordamos, chamamos PRESENTE... O momento, agora... O PRESENTE de Deus para nós!!! Nem sempre Ele nos manda o que esperamos, o que queremos... Mas Ele sempre, sempre e sempre, nos manda o melhor, o de que precisamos, muito mais do que merecemos... Abra seu PRESENTE todos os dias, primeiro agradecendo a quem o mandou, sem se importar com o que vem dentro do “pacote”! Sem dúvida, Ele não se engana na remessa dos pacotes! Se não veio hoje o PRESENTE que você esperava, não desista... Abra o de amanhã com mais carinho, pois a qualquer momento, seu sonho chegará... embrulhadinho para PRESENTE! Lembre-se que Deus não atende as nossas vontades, mas sim, as nossas necessidades.

Eu amo amar voce

Grande é esse amor que nos uni,e nos faz tão feliz. Voce minha outra metade,e inesplícavel é a nossa ligação,voce consegue descobrir oque quero ,oque estou pensando,em apenas um olhar...sem se quer eu abrir a boca e pronunciar uma só palavra. nossos momentos de amor,nossa historia,..concerteza daria um livro de romance apaixonante..pois são tantos momentos tantas alegrias. Simplismente nos completamos em tudo,quem diz que o amor não pode dar certo,é porque não experimentou um amor assim como o nosso. Nosso amor é recíproco,,infinito...voce é tudo oque preciso,tudo oque quero ter....nascemos um para o outro. Sou tua ,voce é meu...somos um só.....em um elo de amor...e que seja eterno...pois eu amo amar voce ! autoria : por lih moren@