3 de jun de 2010

Sem resistir

Em momento algum pensei que voltasse Vi-me dispensada de tua trajetória Num momento inesperado vejo-te sorrindo Chamando-me... E lá estou novamente te seguindo Pobre coração embaraçado Você veio despertar os momentos que eu havia superado. Foi como um furacão derrubar-te todas as muralhas Que eu havia construído em sua volta De solidão desejos e saudades Sinto-me confusa disseminar-te novamente E dentro deste peito corre sentimentos excessivos Estou paralisada com a paixão renovando de desejos E meu coração esta iminente Reluto todas as vezes que ele persistir em te segui Resisto para não sofrer com este amor doloso. E sem querer sem dominar este velho coração Estou eu novamente desejando querendo-te Deitada nos teus braços enlouquecida de paixão. por: {ducarmo}

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário neste blog ..compartilhe comigo ...suas opiniões ,sobre esta postagem.