3 de mai de 2010

SOLIDÃO

Eu não estou desposta a pagar pelos erros que não cometi e toda a sua arrogância só me fez ver que eu menti quando eu disse: Eu vivo por ti Pois é, eu menti, menti pra mim... Tudo o que eu venho construido, por você, seria brutalmente destruido mas agora, agora eu vejo, não vale a pena Você quer de algum jeito provar que pode ser mais Só que agora todas as palavras que você diz não me satisfazem mais Não me interessa se mudou ou se continua sendo o mesmo hipócrita de sempre Te desejo bem e é de coração Eu não quero mais ouvir o seu pedido de perdão tanto tempo... nada mais me importa como antes Eu me acostumei, e a solidão é confortante mais segura e menos sufocante Eu vou fugir, pra onde eu não sei Vou me largar no espaço que eu conquistei me enterrar abaixo de 7 palmos talvez assim eu me sinta a salvo de toda essa falta de liberdade é, eu preciso sair dessa opressão que eu mesma criei Vazio que no meu peito se alojou e que de algum jeito permanece e me serve de escudo tudo o que na vida você sonhou hoje nada mais restou, nada mais restou......

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário neste blog ..compartilhe comigo ...suas opiniões ,sobre esta postagem.